29.11.16

Prepare-se nas férias

Se liberte - Acampe e desfrute 

As férias estão chegando, o início do verão ou um feriadão se aproxima, e é bom você estar preparado para qualquer um destes eventos. E para quem prefere a aventura de explorar a natureza, uma boa opção é o camping selvagem.
Logicamente, os preparativos e atenção deverão ser maiores em que partir para um camping organizado, e por isso é bom lembrar de regras básicas e simples, que certamente farão desse passeio um lazer mais completo e seguro.

O camping  selvagem - chamado também de natural - possibilita não apenas maior mobilidade e variedade de opções quanto ao lugar, mais sobretudo a prática de uma mentalidade essencial ao campista: a de saber improvisar com seus próprios recursos.
Nos campings selvagens, ao contrário das áreas organizadas, você dependerá apenas do que levar e de sua capacidade de improvisação. 

"Seja como você for, de ônibus, carro, trem ou à pé, pense que vai curtir  a vida, a natureza e aventurar-se, e não para uma batalha de sobrevivência, como muitos pensam em se tratando de camping selvagem".

O sucesso de um acampamento se decide antes mesmo de sair de casa, na hora de organizar o material. Por mais desprendido que seja o campista, o esquecimento de algum utensílio ou equipamento, ou mesmo o exagero podem transformar um divertimento fascinante e saudável em alguns dias de irritações.

A melhor forma de evitar possíveis exageros ou esquecimentos é fazer uma lista onde constem desde os equipamentos essenciais até aqueles que, embora não façam tanta falta, podem ser úteis em certos casos ou proporcionar maior conforto.
Após a escolha do local de acampamento, definição do tempo de permanência e meio de transporte a ser utilizado na viagem, o campista tem uma visão mais clara do que deve e pode ser levado, fazendo então uma revisão na lista inicial. Nessa hora, cuidado para não se transformar num carregador de peso, nem de volume, por uma semana, em troca de um pouco mais de conforto.
Saiba mais em.. Equipamentos

Para ser prática, a lista deve conter todos os equipamentos e utensílios, separados em colunas, que definem os essenciais, os úteis e os agradáveis, com espaço suficiente para ser "ticada". 
Ela pode ser usada tanto na hora da compra como depois, para verificar se tudo foi colocado no carro ou na mochila, e mais tarde, para a revisão final ao levantar acampamento.

As listas mágicas são perigosas. O melhor é ter uma própria, feita em conjunto pelo grupo que vai acampar, pois em cada caso as necessidades e o grau de desprendimento diferem. E mesmo quando feita assim, nenhuma lista consegue prever tudo, porque acampamento é também inusitado. No entanto, alguns itens não podem ser rejeitados - improvisar, com o tempo, acaba cansando.

Já que o assunto é curtir a natureza, você vai andar e conhecer lugares novos, certo? Então, reserve um espaço em sua mochila para itens como rádio, mapa, bússola, botas para caminhada, sensor de chuva, lanterna, corda, canivete, garrafa de água, tablete purificador (serve para tornar a água potável), binóculo, kit de primeiros socorros, entre outros.
E, para terminar, na hora em que estiver relaxando de um dia de descobertas, é sempre bom levar para um acampamento canivetes multiuso, fósforos, uma bateria extra para o celular e até mesmo um pequeno livro de bolso para passar o tempo.

Num camping selvagem, ao contrário que muita gente pensa; você pode sim acampar sozinho ou não, levar crianças ou idosos, tendo assim, é claro, muito maior responsabilidade e que todos tenham algum conhecimento, prática ou já estarem acostumados com essa rotina.
Eles sabem por exemplo; que a caça e a pesca não são atividades predatórias se forem feitas na época certa e com os devidos cuidados, sabe ainda que a coleta de lenha e a utilização das fogueiras não atentará contra a flora se forem observados vários cuidados elementares na escolha dos galhos e na segurança dos locais de fogo.
Observe muito bem o local antes de pôr a barraca; se não há ninhos nas árvores próximas, ou se os pássaros ficam muito agitados, isso é sinal de algum local de nidificação por perto.

E ao contrário do que se imagina, o camping selvagem oferece muito mais chances de aproximação com os moradores da região. 
Escolha uma área não muito acidentada, de preferência o litoral, cujo acesso é geralmente mais fácil.
O camping selvagem acarreta uma série de cuidados com a escolha do local, proteção da barraca, lixo, fossa , água, fogueira, proteção contra insetos e cobras, sempre visando a sua comodidade, sem a depredação da área, e o essencial é utilizar o maior número possível de recursos naturais, evitando levar em sua bagagem equipamento sofisticado e desnecessário.

A arte do campista consiste justamente em utilizar os recursos que estão à mão. 
Assim, você acampando em praia ou perto de rio, prepare-se para os cardápios à base de peixe, ao invés de feijoada em lata.


Você pode passar muito bem com as frutas e legumes da região, então leve o mínimo possível de compras de supermercados, e um soro anti-ofídico e anti-aracnídeo é recomendável. 
É essencial acampar sempre perto de água doce, se houver dúvidas quanto a água é conveniente fervê-la antes de usá-la. 
Em um local selvagem é praticamente impossível acampar sem água doce, e sem ela você estará bem encrencado e possivelmente terá que procurá-la a todo custo.
Não lave louça em água corrente, nem jogue restos de comida no rio. 
Para lavar louça, retire água numa bacia ou balde (já abordamos isso em outros capítulos) e os restos jogue dentro de um buraco ou fossa, e quando for embora, não esqueça de cobrir tudo com terra.

Os animais não devem ser mortos, salvo se for em sobrevivência própria; nem mesmo afugentá-los, pois o  verdadeiro campista convive com a natureza lado a lado, e utiliza seus recursos, mas sabe respeitá-los.
Leia mais.. Caça e pesca  
Olhe bem o local se não há ninhos de pássaros próximos, nem atire pedras para não afugentá-los.
Ao sair verifique cuidadosamente a área e procure deixá-la exatamente da maneira como encontrou; para evitar insetos, é conveniente nunca deixar a barraca aberta e usar os repelentes, se por acaso não tiver, uma outra boa dica é usar óleo de cozinha mesmo; (o usado na fritura é melhor ainda!). 
Antes de usar as roupas é conveniente agitá-las e verificar sapatos e botas. 

Jogar alho na fogueira espanta os insetos ou  um monte de folhas verdes também os espanta por causa da fumaça, e para as abelhas, jogar uma salmoura forte (um litro de água com meio quilo de sal) perto do acampamento, elas fogem e desaparecem.
Recomenda-se que ande sempre de botas e com um facão para abrir clareiras. 72% dos casos dos acidentes com cobras acontecem na parte dos pés o o terço inferior da perna.
Bem, estando tudo pronto e arrumado, respire fundo, pé na estrada e boa viagem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário