29.11.16

Praias do Nordeste

Para curtir e descansar

Que tal fugir do agito das férias e ainda assim curtir o ano novo – e os meses de verão – em destinos charmosos, e com praias? Veja alguns lugares com praias, dunas, falésias, piscinas naturais, passeios de buggy e de barco, surfe, artesanato, festas e comidas da região. Que ainda pouco badalados do nordeste, mas que garantem a privacidade e o merecido descanso.

OBS:. Quase a totalidade dos lugares não possuem campings, e se houver, são simples e com poucas ou nenhuma infra-estrutura, para isso, o melhor a fazer é colocar a barraca na praia mesmo!
Veja mais em.. Camping primitivo e
 O camping selvagem
Vamos dar opções de pousadas e hotéis simples para o visitante que quer aproveitar o lugar sem o propósito de fazer um acampamento selvagem.

Barra de Santo Antônio - AL

Além das praias, pode-se fazer passeios às piscinas naturais e à Ilha da Crôa, separada do continente pelo Rio Santo Antônio Grande. A região é cortada por rios, possui praias quase desertas e de difícil acesso com carro.

Barra de Santo Antônio tem no turismo sua vocação natural. Suas praias conservam características selvagens e linhas de arrecifes formam piscinas naturais de uma limpidez incontestável. Cortada pelo Rio Santo Antônio Grande, a Barra se divide em duas partes, uma mais urbana que integra a estrutura da cidade, e, navegando pelo rio, a mais nativa, onde se concentram os principais pontos turísticos, uma delas é a Ilha da Crôa. Ainda como atrativos, as lindas praias de Carro Quebrado, das Enseadas e Tabuba.

Como Chegar 

Saindo de Maceió, siga pela AL-101, sentido norte, até a Barra de Santo Antônio. Atravesse a ponte sobre o rio Santo Antônio até a Ilha da Crôa. Para Carro Quebrado, siga a estrada de terra na Ilha da Crôa. 

Assim que chegar à região, você será abordado por diversos guias (adultos e crianças) que se oferecem para acompanhar o turista até a praia de Carro Quebrado, a aproximadamente seis quilômetros da Ilha. A princípio parece besteira  aceitar  ajuda do morador (que cobram), porém, se você não gosta de se perder, aceite a oferta, pois não há nenhuma sinalização da entrada para a praia. Não que seja impossível encontrá-la, mas talvez isso poupe muito mais  tempo.

Onde e quando ir

Entre as festividades, destacam-se o carnaval, o Ilha Fest os festejos juninos, a festa de abertura do verão, a festa do padroeiro, São Sebastião (20 de janeiro) da Emancipação (20 de agosto) e de Ano Novo.

Carro Quebrado

Com areia fina e clara. Tem coqueiros e falésias no final à esquerda. É desabitada. Carro Quebrado é mais uma das praias surpreendentes de Alagoas. O lugar fica a cerca de 45 km de Maceió e, diferentemente de muitas outras praias do estado, ainda guarda um pouco de sua essência e preservação. A praia é longa, com muitas falésias coloridas e quase nenhuma estrutura para o turista que a visita. Ficar nessa praia é sinônimo de sossego, pois o movimento de pessoas nela é pequeno, principalmente em dias úteis. 

O nome "Carro Quebrado" não foi dado por acaso. Essa praia não tem acesso tão simples, pois para chegar até ela é preciso dirigir pela areia. Caso deseje visitar o local, vá com um buggy; se for para passar todo o dia ou uma tarde, leve tudo aquilo de que for precisar. 

Barra de Santo Antônio

Tem 5 km de extensão, coqueirais e areia branca e fofa. Próximos, há recifes e bancos de corais. O acesso é feito por balsa que atravessa o Rio Santo Antônio Grande. A Ilha de Croa é repleta de piscinas de corais. Há barcos que fazem a travessia saindo da barra.

Tabuba

Tem faixa larga de areia grossa e avermelhada, com coqueiros e casas de veraneio. Acesso pelo vilarejo de Santa Luzia (1 km). Passeios de barco seguem até um recife onde há piscinas naturais.

Sonho Verde

Área de preservação do peixe-boi  marinho. Recifes, ondas fracas, faixa larga de areia fofa e dourada, com coqueiros inclinados que oferecem boa sombra.

Paripueira

Tem faixa estreita de areia escura e batida, um banco de areia no extremo norte e currais-de-peixe na ponta sul (ideais para pesca e mergulho). Na maré baixa, pode-se caminhar quase 1 km mar adentro com a água no joelho. Passeios de catamarã levam o visitante atá as piscinas naturais (3 km da costa). Há uma base do Projeto Peixe-Boi Marinho.

Costa Brava

Tem areia clara e fofa, onde são armadas quadras de vôlei na temporada.

Curiosidades

Os moradores da Ilha da Crôa costumam dizer que para quem deseja encontrar um amor, o segredo é colocar o pé direito no rio local, para que o pedido se realize.

Onde ficar

Pousada Jirituba
Oferece acomodações, com piscina ao ar livre e vista para o lago. Você pode desfrutar de uma refeição no restaurante. A 950 m do centro.
Hotel Pousada Arco Iris
Está localizado em uma bela baía da Costa dos Corais, ao lado da Praia de Tabuma. Fica à 4 km do centro.
Pousada Carro Quebrado
Oferece piscina ao ar livre e restaurante à la carte e fica em frente à Praia de Carro Quebrado, a 3 km do centro de Barra de Santo Antônio. O WiFi é gratuito. 2,1 km do centro.

Onde comer

Peixada da Rita - No centro - Comida regional - A Peixada é o prato mais comum e característico no litoral alagoano.
Peixada da Alaíde - No centro - Comida regional.
Ilha do Sol - Praia da Barra de Santo Antônio (Ilha do Croa) - Comida variada.

Barra de Camaragibe - Passo de Camaragibe - AL

Apesar de pequenino, o estado de Alagoas reserva algumas das praias mais bonitas do Nordeste. A 90 km de Maceió, fica uma ainda pouco conhecida, mas tão linda quando as famosas São Miguel dos Milagres e Jarapatinga – só que sem a muvuca que costuma invadi-las no verão. 

Trata-se de Passo de Camaragibe, uma cidade de arquitetura colonial (pense em Paraty, no Rio de Janeiro, só que menor), cercada por praias de água cristalina e areia branca. Fica no centro da famosa Costa dos Corais, onde estão piscinas naturais boas para mergulhar e nadar com peixes exóticos e tartarugas.

Como chegar

Uma viagem rápida separa a capital do estado de Passo de Camaragibe: cerca de uma hora e meia, com fácil acesso de carro pela AL-101 Norte.

Onde e quando ir

Barra do Camaragibe

Este vilarejo de pescadores guarda, além de um mar calmo com cara de piscina natural, manguezais e o Rio Camaragibe, que se encontra com o mar. De lá dá para fazer a travessia a pé, de jangada ou bicicleta para a Praia do Morro, deserta e com falésias incríveis.

São Miguel dos Milagres

A pouco mais de 20 km ao norte fica São Miguel dos Milagres, uma das primeiras praias da região a desenvolver turismo sustentável. Bom para ver um pouco de gente, comer bem e tomar um drinque no fim de tarde.

Praia do Marceneiro

A prática de snorkel e mergulho é muito comum nessa área, graças a calmaria do mar e suas águas cristalinas. Os recifes de corais dão um tom especial ao passeio. Aproveite também para dar uma volta de jangada.

Morro

Enseada. Praticamente intocada, fica dentro de uma fazenda. O acesso tem de ser feito de barco ou a pé, pela praia.

Ponta da Gamela

Acesso somente a pé, pelas pedras. Pequena, selvagem e deserta, com falésias e recifes.

Onde ficar

Hotel Fazenda Cambará
O estabelecimento fica no início da Rota Ecológica de Alagoas, atrativo turístico que reúne 40 km de praias pouco exploradas no litoral norte do estado. 
Pousada Infinito Mar
A pequena pousada se autodenomina butique e possui apenas cinco bangalôs – três deles com 70 m², jardim privativo e banheira ao ar livre. 
Pousada Marceneiro
Com estilo de casa de praia, a pousada totalmente reformada fica em frente à Praia do Marceneiro e oferece o serviço de meia-pensão, facilitando a vida de quem quer ir da praia para o hotel e do hotel para a praia.

Onde comer

Villa Patiaçu Comedoria
Não há muitas opções gastronômicas na cidade, por isso muitas pousadas oferecem pensão completa ou meia-pensão. Uma das exceções é este restaurante, com boas opções de peixes e frutos do mar. 

Cajueiro da Praia - Barra Grande - PI

Esta praia isolada no extremo norte do país é mais parecida com a paisagem do Caribe do que com o resto do Nordeste. Em vez de trechos de areia cercados por Mata Atlântica, está em uma faixa superestreita de terra com nada menos que 66 km de extensão, em meio a coqueirais esparsos. Na orla, algumas casas e pouquíssimas pousadas. Assim como Gostoso, também tem vento forte o ano inteiro, por isso é tão comum ver veleiros e praticantes de kitesurf. 
Localizada no município de Cajueiro da Praia, Barra Grande tem uma característica curiosa: abriga uma vila de pescadores engajados na preservação dos cavalos-marinhos. Não espere nem um tipo de sofisticação no serviço ou na gastronomia – que, apesar disso, é deliciosa, repleta de peixes frescos e frutos do mar.

As praias são o ponto alto do lugar, que dispõe de umas mais agitadas e outras tranquilas, e o turista pode escolher o que preferir. Passeios de barco e prática de esportes náuticos são as principais atividades para os que visitam o litoral. O município também se destaca por abrigar a base do Projeto Peixe-boi-marinho, onde os visitantes podem conhecer e admirar os animais. A cidade conta com boa infraestrutura, com restaurantes, pousadas e hotéis.

Como chegar

O aeroporto mais próximo é o de Parnaíba, a 70 km de Barra Grande (uma hora pela BR-402 e Rua São José), mas recebe voos de apenas algumas cidades brasileiras, como São Paulo e Recife. O segundo mais próximo é o de Teresina, a 400 km.

Onde e quando ir

Festa Piawaii
O evento começa no dia 27 de dezembro e reunirá cinco festas, a maioria de música brasileira. Os ingressos podem ser adquiridos um a um ou o pacote completo pelo site reveillonpiawaii.com

Trilha do cavalo-marinho

Oferecido pela BarraTur, uma associação de moradores locais que prestam serviço de guias, a excursão ingressa na Ilha do Cavalo-Marinho, para conhecer o habitat natural e o berçário dos encantadores animais. 

Praia da Barrinha

A extensa faixa de areia branca da orla fica próxima a Barra Grande, apenas 2 km. A pacata vila com poucas centenas de habitantes é cenário perfeito para relaxar e curtir um bom livro ouvindo o barulhinho das ondas, já que é uma das praias mais tranquilas do litoral piauiense.

Cajueiro da Praia

É a última antes da divisa do Piauí com o Ceará. Tem ondas fracas e areia avermelhada. Aqui existe uma base do Projeto Peixe-Boi.

Onde ficar

Pousada BGK
Localizada sob a sombra de um bosque de coqueiros, é opção certeira para praticantes de kitesurf e stand up, pois abriga uma escola de esportes náuticos. 
Terra Patris
O hotel oferece café da manhã o dia todo e aceita animais de estimação. 
La Cozinha
Aqui não há quartos, mas charmosos bangalôs idealizados para o consumo consciente dos recursos naturais, como a captação da chuva e a energia solar. Todo natureba, realiza compostagem e tem sua própria horta orgânica, que abastece o restaurante que também funciona no local.

Onde comer

Manga Rosa
Simples, o ambiente, de pé na areia e com iluminação reduzida, recebe desde famílias até casais em busca de boa comida. 
Bandoleiros
Bem cotado no quesito receptividade, o restaurante rústico tem um cardápio diversificado.
Trabalha Brasil
O quiosque de frente ao mar é um convite e tanto a um petisco na beira-mar. Destaque para os drinques, saborosos e diversificados. 

São Miguel de Touros - São Miguel do Gostoso - RN

Vila com praias primitivas, algumas quase desertas. Depende de Touros, o centro urbano mais próximo.
Quem mora nesta paradisíaca praia brinca que é ali que o “vento faz a curva”, já que São Miguel do Gostoso fica na esquina do continente sul-americano e sua localização propicia grandes rajadas de ar. Isso tornou o destino célebre entre quem pratica esportes a vela, como o windsurfe e o kitesurf (em agosto, época do verão europeu, praticamente só se ouve italiano e francês). 

Apesar de mais conhecido por estrangeiros, o local também agrada quem gosta de praias tranquilas e limpas – e o melhor: (quase) vazias. Com a rusticidade de uma vila de pescadores e o charme de pequenos restaurantes e pousadas administrados por mineiros, cariocas e europeus, Gostoso tem pouco agito e descanso de sobra.

Como chegar

São Miguel do Gostoso fica a cerca de 1h20 de Natal, acesso pela BR-101. É possível alugar um carro logo no aeroporto ou acionar um transfer diretamente do hotel.

Onde e quando ir

Réveillon do Gostoso
Entre 26 de dezembro e 3 de janeiro, Gostoso terá uma programação especial. Serão cinco dias de festas, com DJs nacionais e internacionais, como o britânico Jonas Blue e o carioca Paulo Castro, à frente do Baile do Zé Pretim.
Passeio de buggy até Galinhos
O longo caminho pela orla (são cerca de 180 km, ida e volta), com trechos com dunas e lagoas, é um convite a quem curte aventura e natureza. O prêmio vale a pena: algumas horas em uma pacata vila de pescadores, em um paraíso tropical de águas calmas e mornas. 

Praia de Tourinhos

Enseada quase deserta, é considerada a mais bela praia da região. Com areia fofa e recifes, é perfeita para curtir o pôr do sol a dois. Possui uma formação rochosa de dunas petrificadas há mais de 2.500 anos. Uma curiosidade: na maré alta, uma de suas fendas faz jorrar uma jato d´água conhecido como “suspiro da baleia”. Fica há cerca de 6 km do centro. O acesso é difícil.

Ponta do Santo Cristo

Quase deserta. Ocupa uma faixa de dunas muito claras e fofas, que avança para o oceano de águas azuladas.

Onde ficar

Pousada Só Alegria
Além dos apartamentos convencionais (um deles é adaptado a portadores de necessidades especiais), a pousada dispõe de quatro flats com cozinha completa para receber famílias.
Pousada dos Ponteiros
As cores vermelho, azul, verde e amarelo predominam na pousada, que tem 20 chalés – cada um acomoda até quatro pessoas. Destaque para a piscina, com borda de areia e pinta de lago. 
Pousada Mi Secreto
Rústica e charmosa, fica de frente ao mar da praia Ponta de Santo Cristo. Destaque para o gramado com decks, redes e cabanas debaixo de coqueiros, perfeito para curtir o pôr do sol. 

Onde comer

Jangadeiro – Samburá de Sabores
Em frente à Praia de São José, o restaurante é superexclusivo. O serviço, feito somente com reserva, acontece em cinco etapas num menu degustação que pode levar até quatro horas – portanto, vá sem pressa. Comida boa, servida pelo carioca Antônio Carlos Ferreira e sua esposa Renata Manes, que fugiram do estresse do Rio de Janeiro e montaram o estabelecimento no terraço desua nova casa.
Dom Bacalhau
Especializado em gastronomia portuguesa, o restaurante tem como carro chef, é claro, o bacalhau -  mas faz bonito em pratos com frutos do mar, acompanhados de um bom vinho. 
Pizzaria Quintal
Massa fina, crocante e com um sabor excepcional. Estas são as qualidades destacadas pelos clientes do restaurante, aberto em 2007.

Cumuruxatiba - BA

Lugar rústico. Possui praias semi-selvagens com falésias e fazendas de coqueiros.
Cumuru, como é mais conhecida, é uma mistura de paraíso tropical com cidade do interior. Foi ali que Pedro Álvares Cabral deu as caras há 500 anos na Barra do Cahy, oficializada no início do ano como a primeira praia do Brasil – historiadores concluíram que o município é o local exato descrito na carta que Pero Vaz de Caminha registrou sobre nosso descobrimento. 

Ainda é possível perceber a influência indígena nesse vilarejo de pescadores localizado no município de Prado, extremo sul da Bahia – dos traços físicos dos moradores à prática da pesca à beira-mar, com arpões. Destaque para as falésias esculpidas pelas marés e rios que desembocam no mar.

Como chegar

Cumuruxatiba fica a 220 km da cidade de Porto Seguro, de onde chegam voos diários da maior parte dos aeroportos do Brasil. De lá, é possível seguir viagem de táxi, translado ou carro por cerca de três horas. O trecho entre Cumuruxatiba e Corumbau possui praias quase selvagens dominadas por falésias e fazendas de coqueiros. Os acessos são por estradas precárias. A melhor opção é fazer o percurso de barco e aproveitar para mergulhar nos Corais do Pataxo e no Recife dos Itacolomis.

Onde e quando ir

Festa Mareh
Um festival eletrônico e com ritmos tropicais no meio do nada. É assim a série de festas Mareh, que acontecem entre o Natal e o Ano-Novo, com DJs internacionais como Boat Lexx e Eric Duncan. 

Corumbau

Graças ao difícil acesso "só de barco" e à escassez de hotéis, a praia é uma das mais bem preservadas da região. São 15 km de areias brancas e intocadas. Para quem curte mergulhar, é onde ficam os corais de Pataxós e Itacolomis.

Ponta do Moreira

O acesso à Praia Ponta do Moreira é feito por uma estrada não asfaltada e uma trilha a pé, mas o visual compensa: piscinas naturais formadas pela maré facilitam a vista de corais e várias espécies de peixes.

Rio do Peixe Pequeno e do Peixe Grande

Faixa de areia entre 2 rios que se transformam em uma grande planície de areia molhada na maré baixa. Sem pedras, nem recifes, são boas para banho.

Onde ficar

Pousada Rio do Peixe
Localizada na Praia do Rio do Peixe Grande, distante 3 km do centro, a pousada fica em meio a uma vasta vegetação e quase não tem vizinhos. Um local para quem quer experimentar dias perto da natureza e longe de qualquer barulho que não seja o canto dos pássaros e das ondas. 
Pousada Areia Preta
Cuidada por uma família paulista, a hospedagem tem coqueiral cheio de esteiras e espreguiçadeiras, além de um espaço gourmet ao ar livre, com churrasqueira e piscina. Está localizada a cinco minutos do centrinho da cidade e oferece como cortesia bicicletas para os hóspedes que não quiserem ir a pé. 
Pousada Ingá
Intimista e simples, a pousada conta com apenas 6 quartos, todos instalados sob um deck de madeira e rodeado pela vegetação nativa da região. 
Camping Aldeia da Lua Cheia - Av. Beia Mar - Praia do Pier - Município de Prado: áreas camping, trailers, motorhomes, outra para camping selvagem, duchas, bateria de banheiros.

Onde comer

Mama África
Comandado por uma chef angolana, Dolores Lameirão Kuenzi, tem no cardápio uma variedade de pratos à base de bacalhau e frutos do mar. Tudo muito saboroso e ligeiramente apimentado, como pede a culinária africana.
Gelato Café
Restaurante pronto para receber clientes de todos os tipos - desde quem quer jantar, àqueles com fome de lanche. Destaque para os doces e cafés especiais, com direito a música ao vivo na alta temporada. 
Restaurante do Hermes
Localizado em frente ao mar, o local cresceu e passou de quiosque a restaurante. Destaque para o peixe budião assado na folha de bananeira e o jambalaya. 

Atenção: O blog Camping Selvagem não se responsabiliza por alterações realizadas pelos estabelecimentos (infra-estrutura, roteiro, etc.) após o fechamento desta postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário