29.11.16

Lugares - Ecoturismo no Brasil

Estes são os 50 (são mais de 100) melhores e mais bonitos lugares de ecoturismo do Brasil, e para não nos gabar muito, porquê não dizer do Mundo! Nos desculpem àqueles que ficaram fora dessa lista, mas não perdem em nada em encanto e beleza. E claro, para o campista aventureiro sempre há um cantinho para armar sua barraca em alguns deles. Uma observação: para saber sobre todos esses lugares (com exceção de alguns) como suas particularidades, áreas de camping e tudo mais, você encontra no blog.. Camping Natural nas postagens Onde Acampar (lugares). 

Bonito (MS)

Em Bonito, ninguém põe o pé sem antes fazer reserva, pagar taxa de visita e contratar um guia.
Algumas das atrações: mergulhos em águas cristalinas repletas de peixes, caminhadas em trilhas pela mata, passeios de bote em rios com corredeiras e visita à Gruta do Lago Azul.
Mesmo com toda a estrutura disponível aos turistas, muitos atrativos parecem intocados. É o caso do Rio Sucuri, na foto.

Chapada dos Guimarães (MT)

Com suas enormes formações rochosas, mirantes e cachoeiras, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, criado em 1989, é umas das principais atrações do Cerrado brasileiro.

Chapada dos Veadeiros (GO)

A Chapada dos Veadeiros abriga rios cristalinos, cachoeiras de mais de 100 metros, trilhas e paredões de pedra. O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 2001.

Nobres (MT)

Alternativa a Bonito (MS), o destino é muito procurado para mergulho e flutuação. Os rios cristalinos cheios de peixes, as grutas e cachoeiras encantam quem visita a cidade.

Pantanal (MT/MS)

As mais de 650 espécies de aves catalogadas na região são apenas um dos motivos para conhecer o Pantanal. Pesca, safári fotográfico e focagem noturna de animais estão entre os programas mais procurados. O camping selvagem é liberado, bastando para isso pedir autorização aos donos das fazendas.

O Pantanal é considerado uma das regiões mais piscosas do mundo, pela quantidade e diversidade de peixes.
Os rios mais procurados para pesca e as espécies de peixes mais procuradas em cada região são: Rio Aquidauana, Rio Miranda, Rio Negro e Abobral e Rio Paraguai  o maior e mais largo rio da região. Principais espécies: dourado, pintado, pacu, piabuçu e jaú. Estrutura: vários hotéis para pesca, incluindo os flutuantes em Corumbá, Porto Manga, nas proximidades de Porto Morrinho e Porto Murtinho. 

Pirenópolis (GO)

A cidade esbanja cachoeiras e áreas verdes para atividades diurnas. Os aventureiros podem explorar belas vistas da região escalando o Monte dos Pirineus. Durante a noite quem ganha vez é a Rua do Lazer, com seus bares e restaurantes.

Caravelas (BA)

A cidade serve como base para as embarcações que rumam ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, detentor da maior formação de corais do Atlântico Sul e um dos melhores pontos de mergulho do país. 

Chapada Diamantina (BA)

As cachoeiras, rios, cânions e grutas, que formam cenários inacreditáveis, fazem do Parque Nacional da Chapada Diamantina um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil. As atrações valem a visita e encantam os aventureiros.

Fernando de Noronha (PE)

Em Fernando de Noronha, além das paisagens surreais, tartarugas gigantes, cardumes coloridos e golfinhos enchem os olhos de quem passa pelo destino. Baía do Sancho, Baía dos Porcos e Praia do Leão estão entre as mais bonitas do Brasil. 

Campismo em Fernando de Noronha nem mesmo um autorizado, é proibido, mas há centenas de pousadas!. Estranho, porque não vejo diferença.

É um dos melhores locais do mundo para a prática de mergulho e mesmo quem não sabe nadar pode fazê-lo contatando as operadoras que incluem instrução, translado e equipamento (cilindro ou snorkel, máscaras e nadadeiras).

Itacaré (BA)

A antiga vila de pescadores vive do ecoturismo. Apesar da melhoria na infraestrutura da cidade, as praias continuam intocadas e selvagens.

Jericoacoara (CE)

O ar rústico permanece na, hoje, popular Jericoacoara. Cenários locais clássicos como a Duna do Pôr do Sol não perderam a beleza de alguns anos atrás.

Lençóis Maranhenses (MA)

É um destino daqueles que sempre supera as expectativas do turista. Os guias são importantes e ter preparo físico ajuda nas caminhadas sob o sol.

Morro de São Paulo (BA)

A vila não é mais tão pacata como há vinte anos. Em compensação, o destino oferece uma infraestrutura confortável e as praias se mantêm charmosas.

Parnaíba (PI)

A cidade, segunda maior do Piauí, é base para os passeios no Delta do Parnaíba e abriga outras atrações como praias e a Lagoa do Portinho.

Praia da Pipa (RN)

Turistas do mundo inteiro são atraídos pelas águas azuis-esverdeadas das praias da região, sempre povoadas por golfinhos. A atmosfera hippie-chique também dá o tom ao local.

Serra da Capivara (PI)

O Parque Nacional da Serra da Capivara é um oásis na região semi-árida do sudeste do Piauí. A região tem uma paisagem única, com cânions, baixões e serras, e de uma enorme concentração de arte rupestre pré-histórica. 

Alter do Chão (PA)

Por não ser tão popular ainda entre turistas do Sul e Sudeste, pode ser considerada um dos paraísos perdidos no Brasil. E também para o camping selvagem. Abriga a mais bonita praia de água doce do mundo! segundo o jornal inglês The Guardian, ficando conhecida popularmente como "Caribe Brasileiro".

Alter do Chão é cercado de muitas praias, matas, locais exóticos, permitindo você acampar "selvagem" gratuitamente em qualquer um desses locais.
A mais famosa praia tem o mesmo nome do distrito, localizada em uma península com terrenos arenosos e inundáveis, é também conhecida como "Ilha do Amor".

Parque Nacional do Monte Roraima - Boa Vista (RR)

O platô que abriga o topo do Monte Roraima é um dos pontos mais elevados do país, a 2.734 metros de altitude. A paisagem deslumbra os turistas com seus grandes paredões, cachoeiras, lagos e formações rochosas curiosas.
Pouco se sabe sobre a fauna do Parque Nacional de Monte Roraima, pois nenhum levantamento detalhado foi realizado até o momento na área. No entanto, devido a riqueza de ambientes e tipos vegetacionais, é de se esperar que a fauna da região seja bastante rica em diversidade de espécies.
Essa heterogeneidade se deve à grande quantidade de chuvas, às variações de altitudes que contribuem para a grande diversidade e para a presença de espécies endêmicas.
Na década de 90, foram identificados 114 espécies de animais na região do rio Cotingo. Dentre eles tem-se 34 espécies de mamíferos, 46 de aves, 21 de répteis e 3 de anfíbios.

Jalapão (TO)

O cenário é um dos mais lindos do Brasil e mesmo assim não é muito visitado. Cachoeiras cristalinas, piscinas naturais verde-esmeralda, chapadões e dunas compensam as dificuldades para chegar ao local.

Manaus (AM)

O destino é porta de entrada para conhecer a Floresta Amazônica, o maior bioma brasileiro. A metrópole também reservas boas amostras amazônicas em sua área central. E para o camping selvagem "mesmo" não falta lugares.

Entre as atrações naturais destacam-se: O Encontro das Águas, um fenômeno natural causado pelo encontro das águas barrentas do rio Solimões com as águas escuras do rio Negro, as quais percorrem cerca de seis quilômetros sem se misturarem. Esse fenômeno acontece em decorrência da temperatura e densidade das águas, e, ainda a velocidade de suas correntezas.

Novo Airão (AM)

A cidade é base para explorar os esplendorosos e (quase) intocados Parque Nacional de Anavilhanas e Parque Nacional do Jaú. É um dos paraísos para o camping selvagem, porém indicado para campistas experientes.

Presidente Figueiredo (AM)

As cachoeiras no meio da floresta agradam os turistas que buscam um contato com a selva, como a Lagoa Azul (foto). Existem opções de trilhas curtas e acessíveis e outras com grau de dificuldade maior.

Presidente Figueiredo despontou para o turismo ecológico em razão de sua fartura de águas, selva, recursos naturais, cavernas e cachoeiras. São mais de cem quedas d'água no município.

Alto Caparaó (MG)

A cidade tem a principal entrada para o Parque Nacional do Caparaó, que fica na divisa entre os estados de Minas Gerais e Espírito Santo e tem como principal atrativo o Pico da Bandeira, terceira montanha mais alta do país.

Brotas (SP)

A cidade é a capital paulista do turismo de aventura. O rafting no rio Jacaré-Pepira é um dos programas mais procurados. Tirolesas e rapéis também são populares.

Conceição do Ibitipoca (MG)

O Parque Estadual do Ibitipoca é o principal atrativo da região. Suas trilhas de diferentes níveis de dificuldade atraem famílias e aventureiros. 

Gonçalves (MG)

A zona rural da cidade atrai turistas em busca de suas cachoeiras e mirantes.

Ilha Grande (RJ)

O destino é conhecido pelas belas praias combinadas a um preservado trecho da Mata Atlântica. O único jeito de alcançar a ilha é de barco, a partir de Angra dos Reis ou de Mangaratiba. O camping selvagem não é permitido para o campista que não sabe se informar direito. Eu mesmo não vejo a hora de chegar o final desse ano!

Ilhabela (SP)

A ilha encanta não só pela suas praias, mas também pelas trilhas, cachoeiras e mirantes. Os mergulhadores também se esbaldam com os navios naufragados nos fins do século 19 e início do 20.

É quase certo que há um tesouro dos piratas escondido no costão do Saco do Sombrio, em Ilhabela. Descobri-lo, agora que o mapa que comprova sua existência já foi decifrado, é questão de tempo. E de fé. 
O problema agora é achar a caverna, e isso é uma tarefa difícil: o terreno é muito acidentado, cheio de pedras gigantescas, e a erosão pode tê-lo modificado nesses anos todos, o que complica mais o levantamento geográfico.

Iporanga (SP)

A cidade abriga três dos quatro núcleos de visitação do Petar (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira). Passeios nas cavernas e cachoeiras são as atividades mais procuradas.

Itatiaia (RJ)

A cidade hospeda o Parque Nacional do Itatiaia, o primeiro parque nacional brasileiro. A região tem uma extensão da Serra da Mantiqueira, o que atrai montanhistas de todo o país.

Itaúnas (ES)

O destino é valorizado por suas praias selvagens e belas dunas. 

Monte Verde (MG)

O romantismo da cidade não deixa suas atrações menos radicais. Tirolesas, trekking e passeio de quadriciclo fazem parte da rotina diária de passeios turísticos locais.

Paraty (RJ)

Para alcançar as praias mais lindas de Paraty, é preciso encarar trilhas no meio do mato ou passeios de barco pela baía, contornando ilhas e ilhotas. Como recompensa, você terá a seus pés as areias do Sono, que ainda dá acesso às isoladas enseadas de Antigos e Antiguinho. Em quase todas elas pode-se armar sua barraca (uma é a Praia do Sono), mas têm que ter bom preparo físico para encarar longas e difíceis trilhas.

Pedra Azul (ES)

O Parque Estadual engloba parte do município de Domingos Martins e o trecho mais belo da serra capixaba. O relevo montanhoso é responsável pelas belezas e atrações locais.

Petrópolis (RJ)

A cidade é um dos principais destinos de serra do país. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos destaca a natureza local com a possibilidade de fazer trilhas e apreciar vistas maravilhosas.

Santa Bárbara (MG)

Patrimônio natural e histórico, o Santuário do Caraça possui trilhas e cachoeiras - além de lobos-guarás, que podem ser vistos ao anoitecer.

São José do Barreiro (SP)

A Trilha do Ouro é o mais famoso atrativo do Parque Nacional da Serra da Bocaina, com trechos de piso pé-de-moleque, cachoeiras e contato direto com a Mata Atlântica. Para os menos aventureiros, há trilhas menores e boas pousadas para descansar.

São Sebastião (SP)

É o trecho mais badalado do litoral paulista. Os cem quilômetros da orla são rodeados pela Mata Atlântica e fomentados por bons hotéis e boa gastronomia. 

Serra da Canastra (MG)

A paisagem do Parque Nacional da Serra da Canastra é feita de Campos de Altitude e Cerrado. Muitas atrações têm o acesso complicado. Algumas têm a contratação de um guia como requisito obrigatório. 

Serra do Cipó (MG)

Importante santuário da flora brasileira, o Parque Nacional Serra do Cipó (MG) alia longas trilhas com numerosas nascentes, riachos e cachoeiras das bacias do Rio São Francisco e Rio Doce.

Socorro (SP)

Todos podem se aventurar nas atrações de Socorro. A cidade é pioneira em acessibilidade para turismo de aventura. As corredeiras do Rio do Peixe são ideais para os iniciantes no rafting.

Teresópolis (RJ)

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis (RJ), é a principal atração para os amantes da natureza. Entre trilhas e piscinas naturais, abriga o Pico Dedo de Deus (foto), ícone da região.

Ubatuba (SP)

Dentre as 102 praias da costa, sempre tem alguma que surpreende, seja pelo verde do mar ou a exuberância da Mata Atlântica. O destino atrai surfistas, famílias e quem busca sossego.

Visconde de Mauá (RJ)

Em Visconde de Mauá durante o dia o principal programa são as caminhadas para curtir a natureza local, como a Pedra Selada (foto). À noite é hora de desfrutar a boa gastronomia e relaxar em algum dos confortáveis hotéis da região.

Cambará do Sul (RS)

Os cânions Itaimbezinho e Fortaleza são os mais procurados e imperdíveis na região. Além dos cânions, os turistas também procuram (e encontram) belas cachoeiras.

Canela (RS)

Belas paisagens serranas são o que não faltam. Com destaque para a Cascata do Caracol (foto) e programas que envolvem muita adrenalina, com atividades como rapel, arvorismo e escalada.

Florianópolis (SC)

As praias mais selvagens e sossegadas ficam no sul da ilha. São tantas praias que nem todas têm nome. Como se não as bastasse, Floripa também agrada com suas lagoas, dunas, montanhas e mangues.

Foz do Iguaçu (PR)

A cidade tem o segundo cartão postal brasileiro mais reconhecido mundo afora, graças à beleza sem fim das Cataratas do Parque Nacional do Iguaçu. 

Ilha do Mel (PR)

Carros não entram na Ilha, o que faz a jornada do turista, durante toda a viagem ser sobre trilhas de areia. Durante o dia, os aventureiros podem fazer trilhas e curtir as praias mais distantes e remotas.

Urubici (SC)

É o destino mais frio do país, ultrapassando "São Joaquim", com histórico de neve no inverno. Paisagens como a Serra do Corvo Branco (foto) e o Morro da Igreja fazem da cidade um bom lugar para ecoturismo. 


Atenção: todos esses lugares (com exceção de alguns) com suas particularidades, como áreas de camping e mais informações, você encontra no blog.. Camping Natural nas postagens Onde Acampar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário